Buscar
  • Ipê Amarelo Ateliê

Amar e ser amado: como essas questões aparecem nas relações


Amar e ser amado é uma tarefa tão natural e tão humana. Mas pode se tornar extremamente complexo e talvez, só quem sofrer de amor, por amar ou por ser amado de mais ou de menos, só quem já conheceu a outra face do amor pode reconhecer essa complexidade.


Amar requer entrega, envolvimento, conexão e troca. Essas são condições necessárias para que o amor possa existir em seu caráter genuíno e profundo.


Mas será que é possível se relacionar verdadeiramente com outro sem antes se relacionar com sua própria vida e individualidade? É possível amar outro sem antes se amar?


Talvez essas perguntas retóricas não precisem ser respondidas, mas queremos responder, rsrs


Quem busca por amar e ser amado, deve antes de tudo buscar por si mesmo, por conhecer-se e amar-se verdadeiramente. Esse é um caminho de autocuidado e crescimento, o que previne o adoecimento individual e das relações.


Trata-se de se reconhecer e se relacionar integralmente em sua íntima e particular forma de se relacionar com você mesmo e com a vida, o que acontece em um trabalhoso e significativo caminho.